Programa de Triagem Neonatal de Minas Gerais

logo-ptnmgO exame de triagem neonatal, conhecido como teste do pezinho, é oferecido gratuitamente à população dos 853 municípios de Minas Gerais por meio do Programa de Triagem Neonatal de Minas Gerais (PTN-MG), sob a gestão da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e execução técnica do Nupad.

Atualmente, são cerca de 5,7 milhões de recém-nascidos triados pelo PTN-MG e aproximadamente seis mil crianças/jovens em acompanhamento e tratamento para as doenças diagnosticadas (dados de maio de 2017).

Teste do Pezinho

O que é

O exame de triagem neonatal é um exame realizado em laboratório a partir de amostras de sangue retiradas do calcanhar do recém-nascido e colhidas em papel filtro. O exame mostra se o bebê possui alguma alteração que possa indicar o diagnóstico de uma doença de origem genética grave ou que se desenvolveu no período fetal (congênita).

As doenças genéticas se estabelecem logo após o contato do espermatozoide com o óvulo, portanto, já existem antes mesmo da fecundação, sob a forma de mutações no código genético dos pais. Já as doenças congênitas se estabelecem no período fetal, mesmo não havendo herança por parte dos pais.

Foto: Denise Reis.
Foto: Denise Reis.

A partir da triagem neonatal, o recém-nascido com suspeita para alguma dessas doenças passa por exames confirmatórios. Caso o diagnóstico seja confirmado, a criança começa a receber os cuidados médicos necessários antes da ocorrência de mortes e do aparecimento de sequelas graves e sem chances de cura, como, por exemplo, o retardo mental.

O Nupad é o responsável pela realização dos exames de triagem neonatal do PTN-MG. O exame é oferecido para todas as crianças nascidas nos 853 municípios de Minas Gerais de forma gratuita, independentemente de condição social.

Atualmente, o Estado realiza a triagem neonatal para seis doenças:

Como fazer

A coleta do sangue para a triagem neonatal deve ser realizada entre o 3º e o 5º dia de vida do bebê. Nesse período, é importante que a mãe ou o responsável pela criança procure a Unidade Básica de Saúde (UBS) para realizar o teste.

Foto: Denise Reis.
Foto: Denise Reis.

A coleta realizada no tempo correto possibilita que o recém-nascido diagnosticado com alguma das doenças contempladas pelo PTN-MG receba o tratamento dentro do prazo necessário para evitar sequelas graves, danos diversos ao organismo e até mesmo a morte.

As amostras de sangue são coletadas nas UBS dos 853 municípios de Minas Gerais e enviadas para o Laboratório de Triagem Neonatal do Nupad (LTN), na Faculdade de Medicina da UFMG, em Belo Horizonte, onde são examinadas.

Monitoramento do Cuidado

Após a triagem neonatal, a criança identificada como positiva para alguma das doenças passa a ser acompanhada e tratada pela Rede de Atenção à Saúde no âmbito do PTN-MG. O Setor de Monitoramento do Cuidado (SMC) do Nupad tem papel importante na implementação dessa estratégia: por meio de contato diário com as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e as Secretarias Municipais de Saúde de todo o estado, ele faz o acompanhamento e monitoramento dos processos da triagem neonatal realizados nos municípios e o controle do tratamento das crianças diagnosticadas.

fluxogramatriagem1

(Clique para ampliar)

Números
Dúvidas frequentes

O que é o teste do pezinho?

O exame de triagem neonatal, conhecido como teste do pezinho, é um exame realizado em laboratório a partir de amostras de sangue retiradas do calcanhar do recém-nascido e colhidas em papel filtro.

O teste é obrigatório?

Sim. De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069, de 1990), o teste do pezinho é obrigatório por lei em todo o território nacional.

Para que serve?

O exame mostra se o bebê possui alguma alteração que possa indicar o diagnóstico de uma doença de origem genética grave ou que se desenvolveu no período fetal (congênita). Desta forma, com o diagnóstico precoce, é possível iniciar o tratamento em tempo oportuno, evitando que a doença se manifeste e garantindo crescimento e desenvolvimento normais da criança.

Quando deve ser realizado o teste do pezinho?

A coleta do sangue para o teste do pezinho deve ser realizada entre o 3º e o 5º dia de vida do bebê.

Onde ele é feito?

O teste do pezinho é realizado gratuitamente em todos os municípios de Minas Gerais nos postos de saúde e maternidades credenciados pelo Núcleo de Ações e Pesquisa em Apoio Diagnóstico da Faculdade de Medicina da UFMG (Nupad), serviço de referência em triagem neonatal do estado. Também pode ser realizado em hospitais ou maternidades particulares.

Como é feito o teste do pezinho? Ele causa alguma dor na criança?

Para retirar as amostras de sangue é feito um furinho no calcanhar da criança. Como todo procedimento de punção, pode causar dor. Desta forma, é normal que o bebê chore durante o exame.

Quais são as doenças diagnosticadas pelo teste do pezinho?

Atualmente, são seis as doenças diagnosticadas pelo Programa de Triagem Neonatal de Minas Gerais (PTN-MG): hipotireoidismo congênitofenilcetonúria, doença falciformefibrose císticadeficiência de biotinidasehiperplasia adrenal congênita.

Há algum custo para a realização do teste?

Depende. Na rede pública de saúde, o teste do pezinho é oferecido gratuitamente a todos os recém-nascidos pelo Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN). Em hospitais e maternidades particulares, o teste normalmente é pago.

Os pais da criança são informados do resultado do teste?

De acordo com a portaria 1820/2009, que trata dos direitos e deveres dos usuários de saúde, o resultado de exame é um direito do usuário. O Nupad disponibiliza os resultados do teste do pezinho na internet para as unidades de saúde onde foi realizada a coleta, sendo a impressão e a entrega desse resultado responsabilidade do município. Depois de impresso, o resultado deve ser entregue à família, que o apresentará ao médico responsável pelo recém-nascido.

Os pais são informados quando o teste está alterado para alguma das doenças. Neste caso, eles são chamados para que seja realizada nova coleta de sangue para confirmação ou não da suspeita.

Após nova coleta, o que é feito quando o resultado do teste é positivo?

O resultado positivo para qualquer uma das doenças triadas indica grande possibilidade da patologia, porém a confirmação diagnóstica só é feita após a realização de exame clínico e complementares.

Onde é feita a confirmação diagnóstica?

A confirmação diagnóstica é feita gratuitamente através da Rede de Atenção à Saúde, nos ambulatórios e/ou serviços municipais de saúde dos estados. Em Minas Gerais, é realizado a partir do Nupad (serviço de referência em triagem neonatal), Fundação Hemominas, Hospital das Clínicas e Hospital João Paulo II. Caso a doença se confirme, os pais são imediatamente avisados para que o tratamento seja iniciado o mais precocemente possível.

Onde é feito o tratamento?

Em Minas Gerais, atualmente, o tratamento gratuito é realizado nos ambulatórios especializados do Hospital das Clínicas e nos ambulatórios da Rede Estadual de Saúde, conforme a doença.

O teste é feito em outros estados?

Sim. O teste do pezinho é oferecido gratuitamente a todos os recém-nascidos do país a partir do Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN).